Artilheiros, garçons, recordistas de jogos: veja destaques e principais números do Brasil de Tite

Artilheiros, garçons, recordistas de jogos: veja destaques e principais números do Brasil de Tite

Com Neymar como principal nome nas estatísticas, seleção brasileira tem bons números sob o comando do treinador, recordista de tempo ininterrupto à frente da amarelinha na história

Treinador da seleção brasileira, Tite anunciou que vai deixar o cargo após a Copa do Mundo de 2022, no Catar, em entrevista ao programa Redação sportv. No comando do Brasil, que já está classificado para o próximo Mundial, desde setembro de 2016, o treinador tem números de chamar atenção.

Após Tite comunicar que seu ciclo como treinador da única seleção pentacampeã se encerra depois da Copa do Catar, o Espião Estatístico fez um levantamento geral do Brasil sob o comando do treinador até aqui para apontar os principais destaques individuais e coletivos da Seleção.

Desde sua estreia contra o Equador, em 1º de setembro de 2016, Tite soma 51 vitórias, 14 empates e apenas cinco derrotas em 70 jogos - aproveitamento de 79,5%. São 2.004 dias consecutivos à frente da Seleção. Ele, inclusive, bateu o recorde de dias ininterruptos na história do Brasil, que durou quase 74 anos. De 1945 a 1950, Flavio Costa permaneceu 2.002 dias no comando.


Nos 70 duelos sob o comando de Tite, foram 144 gols marcados - média de 2,06 por jogo. Craque da seleção, Neymar é destaque ofensivo absoluto deste time e participou diretamente de 35% dos gols do Brasil no período. Artilheiro (24 gols) e garçom (27 assistências) do Brasil na "era Tite", o camisa 10 lidera com folga a lista (são 51contribuições efetivas para a equipe).

Atrás dele vem Gabriel Jesus, com 29 participações em gols (18 gols e 11 assistências). O terceiro da tabela é Philippe Coutinho, que voltou a ser convocado pelo treinador recentemente. Confira abaixo a lista completa:


Jogadores com mais participações em gol pelo Brasil de Tite

JogadorGolsAssistênciasParticipação em gols
Neymar242751
Gabriel Jesus181129
Philippe Coutinho15722
Roberto Firmino13518
Richarlison10313
Paulinho8311
Willian3811
Casemiro527
Everton336
Lucas Paquetá606
Marquinhos426
Daniel Alves145
Raphinha325
Renan Lodi055
Everton Ribeiro314
Marcelo224
Miranda314
Renato Augusto224
Danilo123
Gabriel303
Thiago Silva303
Alex Sandro202
Antony202
Arthur112
David Neres112
Diego Souza202
Douglas Costa022
Filipe Luís112
Fred022
Giuliano022
Bruno Guimarães011
Dudu101
Éder Militão101
Fernandinho011
Rodrigo Caio011
Rodrygo101
Taison101

Se o ataque brasileiro é recheado de gols, a defesa também é um trunfo de Tite. São apenas 25 gols sofridos - cerca de um a cada três jogos. A seleção brasileira não levou gols em 48 duelos. Ou seja, em 69% das vezes a defesa brasileira passou ilesa diante de outras seleções.

Das 32 seleções que Tite enfrentou, apenas 13 equipes conseguiram marcar um gol no Brasil no período. São elas: Colômbia (5), Peru (4), Argentina (3), Bélgica (2), Equador (2), Uruguai (2), Japão (1), Nigéria (1), Panamá (1), República Tcheca (1), Senegal (1), Suíça (1) e Venezuela (1).

Combativa, a seleção cometeu uma média de 13,6 faltas por jogo (951 no total) e levou 111 cartões, sendo 108 amarelos e apenas três vermelhos (Gabriel Jesus, duas vezes, e Emerson Royal).

O forte sistema defensivo do Brasil é posto à prova quando analisamos a quantidade de finalizações para marcar um gol na meta brasileira. Foram 514 finalizações adversárias para 25 gols sofridos. Isto é, um gol sofrido a cada 20,6 arremates.

Para efeitos de comparação, o Brasil precisa de bem menos tentativas para marcar um gol. São necessárias apenas 7,2 finalizações (144 gols em 1.043 arremates). A eficiência ofensiva e defensiva são destaques deste Brasil de Tite.

Quem mais jogou com Tite

Os atletas mais utilizados também dizem muito sobre a base da Seleção e os atletas de confiança de Tite. Gabriel Jesus e Marquinhos são os que mais jogaram, com 54 partidas na conta. O zagueiro do PSG é quem tem mais jogos como titular - iniciou entre os 11 em 50 dos 54 duelos. Outro nome que merece destaque é o do goleiro Alisson, com 43 jogos pelo Brasil de Tite. O arqueiro foi titular em todas as 43 partidas que disputou com o treinador.

O volante Casemiro também pode ser considerado dono da posição. Foram 49 jogos pela seleção na "Era Tite", 48 como titular. E Neymar? Bem, o craque brasileiro é o quinto com mais partidas sob o comando do treinador. O camisa 10 entrou em campo 46 vezes, 44 entre os 11 iniciais e apenas duas como reserva. O craque ficou de fora apenas de jogos por suspensão ou lesão.

O treinador deu oportunidade para 82 jogadores diferentes entrarem em campo pela Seleção desde que assumiu. Veja abaixo a lista completa de quem mais atuou:


Além desses 82 jogadores, outros 32 foram relacionados por Tite, mas não entraram em campo. O goleiro Santos é quem mais foi relacionado (8 jogos), mas sem entrar em campo com o técnico. Veja a relação: Alex Muralha (5), Anderson Talisca (1), Arthur Cabral (1), Artur (1), Daniel Fuzato (2), Danilo Fernandes (1), Diego Carlos (2), Diego Tardelli (2), Everson (2), Gabriel Brazão (2), Gabriel Chapecó (2), Gabriel Magalhães (4), Gabriel Menino (2), Henrique (1), Hugo Souza (2), Ismaily (2), Ivan (2), Léo Ortiz (4), Malcom (2), Marcelo Grohe (2), Marcinho (2), Marcos Rocha (1), Mariano (1), Oscar (2), Phelipe (3), Rafael Carioca (4), Samir (2), Santos (8), Thiago Galhardo (1), Vitor Hugo (1), Wendell (2) e Willian José (2).

Já classificada para a Copa do Mundo do Catar, que acontece entre novembro e dezembro, a seleção brasileira de Tite ainda tem mais três compromissos pela Eliminatórias sul-americanas para o Mundial. Dia 24 de março, recebe o Chile, e dia 29 visita a Bolívia. Além disso, o Brasil ainda tem o jogo contra a Argentina a ser realizado. Vale lembrar que a partida, que acontecia no dia 5 de setembro de 2021, acabou sendo interrompida após poucos minutos de realização por conta do descumprimento de protocolo sanitário por parte da equipe argentina.



Categoria:Esporte

Deixe seu Comentário