Homens suspeitos de aplicar golpe de falsos atendentes de banco são presos em Fortaleza

Homens suspeitos de aplicar golpe de falsos atendentes de banco são presos em Fortaleza

A dupla se passava por funcionários de instituições financeiras para recolher os cartões das vítimas

Dois homens, um paulista de 21 anos e outro carioca de 28, foram presos, na última terça-feira (25), por supostamente fingirem ser atendentes de banco para aplicar golpes em Fortaleza. Além do crime de estelionato, eles ainda são suspeitos de integrarem um grupo criminoso. 

Dois homens, um paulista de 21 anos e outro carioca de 28, foram presos, na última terça-feira (25), por supostamente fingirem ser atendentes de banco para aplicar golpes em Fortaleza. Além do crime de estelionato, eles ainda são suspeitos de integrarem um grupo criminoso. 

Até o momento, as autoridades identificaram duas vítimas, que juntas somaram um prejuízo de cerca de R$ 100 mil em produtos comprados com seus cartões. Uma delas é uma idosa de 70 anos. 

COMO OCORRIA O GOLPE

De acordo com as investigações, os criminosos entravam em contato com as vítimas por meio de ligação para informar que uma compra suspeita havia sido feita com seu cartão de crédito.

O delegado Eduardo Tomé explica que, durante a ligação, o falso atendente confirmava os dados pessoais da vítima e, ao ganhar sua confiança, era orientada a entregar seu cartão partido ao meio para um suposto funcionário que iria recolher em sua residência. De posse dos cartões das vítimas, os suspeitos realizavam diversas compras. 

"E aí a gente deixa claro que nenhuma instituição financeira tem essa prática, de mandar funcionário em casa de cliente para pegar cartão de crédito", destaca o delegado. 

PRISÃO EM FLAGRANTE

A prisão em flagrante dos homens ocorreu quando eles saíam de um shopping, no bairro Edson Queiroz, após realizarem compras com o cartão de uma das vítimas. Eles foram identificados como Douglas Silva Liberato (21) e Guilherme Veríssimo Gomes da Cunha (28), ambos sem antecedentes criminais no Ceará.

Eles foram levados para a Delegacia de Roubos e Furtos, onde foram autuados por crimes de estelionato e por pertencer a uma organização criminosa. As investigações continuam para tentar identificar outras possíveis vítimas, assim como outras pessoas envolvidas nos crimes.Eles foram levados para a Delegacia de Roubos e Furtos, onde foram autuados por crimes de estelionato e por pertencer a uma organização criminosa. As investigações continuam para tentar identificar outras possíveis vítimas, assim como outras pessoas envolvidas nos crimes.




Categoria:Policial

Deixe seu Comentário